Connect with us

Polícia confirma investigação sobre possível agressão de CR7 em torcedor no jogo do United contra o Everton

Experiente atacante português derrubou aparelho de um torcedor na saída do gramado do estádio Goodison Park, após derrota por 1 a 0

Futebol Internacional

Polícia confirma investigação sobre possível agressão de CR7 em torcedor no jogo do United contra o Everton

Polícia confirma investigação sobre possível agressão de CR7 em torcedor no jogo do United contra o Everton

A derrota do Manchester United para o Everton por 1 a 0, no último sábado (9), ainda pode trazer novos prejuízos para o clube. No entanto, tem possibilidade de acometer somente um dos principais jogadores do elenco, o atacante Cristiano Ronaldo.

O português deu um tapa e derrubou o celular de um torcedor dos Toffes na saída do gramado, após a derrota sofrida no estádio Goodison Park.

Por essa razão, a polícia do condado onde se localiza a cidade de Liverpool, Merseyside, irá apurar e investigar o incidente em que CR7 efetuou a possível agressão.

“Podemos confirmar que estamos em contato com o Manchester United e com o Everton após relatos de um suposto ataque no jogo entre Everton x Manchester United no Goodison Park”, enfatizou um porta-voz da polícia, em entrevista ao jornal “The Guardian”.

“Enquanto os jogadores deixaram o gramado, foi relato que um garoto foi agredido por um dos jogadores do time visitante. Investigações estão ocorrendo e oficiais estão trabalhando com o Everton para revisar imagens de câmera e fazendo diligências com testemunhas para determinar se ocorreu alguma agressão”, acrescentou o porta-voz.

A partida entre as equipes aconteceu pela 32ª rodada e deixou o time mandante com folga na luta contra a zona de rebaixamento.

Por outro lado, os Red Devils permaneceu na 7ª posição, com 51 pontos, mesma pontuação do West Ham (6°), mas com uma vitória a menos.

Atacante se desculpa e realiza “fair-play”

Por causa do incidente, o atacante Cristiano Ronaldo pediu desculpas ao torcedor, por meio das redes sociais, e o convidou para assistir uma partida no estádio Old Trafford, casa do United.

“Nunca é fácil lidar com emoções em momentos difíceis como o que estamos enfrentando. No entanto, temos sempre que ser respeitosos, pacientes e dar o exemplo para todos os jovens que amam o belo jogo. Gostaria de pedir desculpas pela minha explosão e, se possível, gostaria de convidar este torcedor para assistir a um jogo em Old Trafford como um sinal de fair-play e espírito esportivo”, escreveu o jogador.

Por outro lado, a mãe do adolescente rechaçou a atitude do português. Ela acusou o craque de agressão e destacou que seu filho ficou em choque com o caso.

“Ronaldo passou, com um temperamento terrível, terrível, e atirou o telefone para fora da mão do meu filho e continuou a andar. Eu fiquei abalada e o Jake em choque completo. Ele é autista e tem dispraxia também, realmente não digeriu o que estava acontecendo. Ele não quer voltar a um jogo de futebol. Este foi o primeiro que ele foi e aconteceu isto. Isso arruinou completamente o nosso dia”, disse Sarah Kelly, mãe do jovem Jake, de 14 anos, em entrevista ao jornal “Liverpool Echo”.

Dentro de campo, o Manchester United volta a atuar no próximo sábado (16), às 11h. O adversário será o Norwich City, no Old Trafford.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

To Top