Connect with us

A meses de deixar a seleção, Tite aponta preferência por técnico brasileiro como substituto

Há sete temporadas consecutivas no comando do Brasil, Tite cedeu detalhes de sua decisão em deixar a CBF, em entrevista ao "Marca"

Futebol Internacional

A meses de deixar a seleção, Tite aponta preferência por técnico brasileiro como substituto

A meses de deixar a seleção, Tite aponta preferência por técnico brasileiro como substituto

Pouco menos de um ano de um ano. Esse é o tempo que Tite tem a frente da seleção brasileira, já que ele anunciou que o ciclo no time se encerrará após a Copa do Mundo do Catar 2022.

No comando do time principal masculino do Brasil desde 2016, ele considera importante a continuidade de treinadores brasileiros na equipe após sua saída.

Questionado sobre a chance do espanhol Pep Guardiola assumir o cargo na seleção brasileira, Tite opinou sobre os próximos passos do time.

“Tem muito tempo ainda… Mas existem grandes técnicos brasileiros. Não tenho esse direito, mas sim (prefiro que seja brasileiro). Ainda que respeite todos”, ressaltou o comandante, em entrevista ao jornal espanhol “Marca”.

Detentor de uma Copa América (2019), Tite enfatizou que a opção por deixar de treinar o Brasil surgiu de forma antecipada. Do mesmo modo, ele garantiu que o objetivo final é conquistar o hexacampeonato da seleção.

“A família está muito exposta também. A exposição é grande, bonita e maravilhosa, mas é dura também”, comentou. “Tenho que ganhar o Mundial”, finalizou.

Ainda em entrevista ao “Marca”, Tite destacou que conversou com o técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, sobre o melhor posicionamento para Vini Jr.

O propósito do treinador, segundo ele, foi inserir maior aproveitamento do atacante merengue em jogos pelo Brasil.

“Agora ele entra com mais naturalidade, como se tivesse tirado um peso. Perguntei ao Ancelotti sobre o que poderíamos fazer, que funções táticas faziam no Real Madrid para ajudá-lo na Seleção a jogar como no Real Madrid. Tratamos de situações ofensivas que lhe deram liberdade criativa, de um contra um, do processo criativo. É uma coisa bonita e transparente de dois técnicos que querem o melhor para ele”, explicou o comandante.

O camisa 20 anotou seu primeiro gol pela seleção diante do Chile, no último dia 24 de março, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Revelado pelo Flamengo em 2017, ele soma 17 gols e 12 assistências em 42 jogos disputados na temporada 2021/22.

Outra temática abordada por Tite na entrevista foi acerca de Neymar. O atacante brasileiro continua contestado por muitas pessoas, inclusive um jornalista francês.

O profissional da comunicação alegou que o jogador do PSG chega alcoolizado em treinamentos diários.

Por outro lado, o camisa 10 do Brasil já ironizou a declaração em vários momentos nas redes sociais.

‘Não posso falar do que dizem sobre Neymar. Eu valorizo a relação pessoal que tenho com ele, o tempo que passamos juntos, as relações leais, os treinamentos, a qualidade do jogo quando estamos juntos. O que posso dizer é que a nível de comportamento não tive nem um só problema com ele”, afirmou.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

To Top