Connect with us

Elenco do Atlético-MG campeão brasileiro e da Copa do Brasil custou R$ 683 milhões

Segundo pesquisa do CIGA (Centro de Informações do Galo), plantel do Galo obteve uma valorização de R$ 53 milhões de 2020 para o ano passado

Atlético Mineiro

Elenco do Atlético-MG campeão brasileiro e da Copa do Brasil custou R$ 683 milhões

Elenco do Atlético-MG campeão brasileiro e da Copa do Brasil custou R$ 683 milhões

O Atlético Mineiro faturou três dos possíveis quatro títulos disputados na temporada 2021. Entre eles, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil integraram as conquistas do clube mineiro.

Para faturar os troféus do ano passado, a diretoria do Galo precisou investir uma poderosa quantia para formar um elenco com nomes consolidados como Hulk e Nacho.

De acordo com uma pesquisa feita pelo CIGA (Centro de Informações do Galo), o plantel da equipe de 2021 custou R$ 683 milhões. O levantamento foi exibido na última quinta-feira (5), no evento “Galo Bussiness Day”.

Segundo o diretor financeiro do clube, Paulo Braz, o custo do elenco faz parte do patrimônio da instituição, o que precisa ser colocado em evidência no momento de avaliar as dívidas do Atlético-MG.

“O investimento no futebol vem produzindo resultados positivos. A valorização do plantel. Em 2019 e em 2020, veja os resultados incríveis desse acerto no futebol. Hoje o nosso plantel vale R$ 683 milhões. Muito mais do que os números registrados no balanço, que obedecem outra lógica. Quando se fala no endividamento, tem que se levar em conta esse valor do elenco”, explicou.

Há duas temporadas, o Galo obteve uma avaliação de R$ 197 milhões, quando não havia recebido investimentos dos apoiadores responsáveis por empréstimos. Em 2020, R$ 253 milhões foram depositados.

Por outro lado, a quantia de R$ 683 milhões descritos no relatório sequer envolve as contratações de jogadores neste ano. É o caso de atletas como o zagueiro Diego Godín, o meia-atacante Ademir e o volante Otávio.

Ainda assim, profissionais do futebol profissional como os meio-campistas Hyoran e Nathan (emprestados), Savarino e Dylan, negociados em definitivo, deixaram o clube nesta temporada. O experiente centroavante Diego Gosta, ex-Chelsea e Atlético de Madrid, também saiu do plantel por rescisão contratual.

Por fim, no quesito demonstrações financeiras do ano passado, o Atlético frisou que encerrou o 2021 com o valor de R$ 155 milhões no patrimônio líquido. Em suma, um aumento de 192% em relação ao fim de 2022.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.

To Top