“Será que vale a pena disputar esse campeonato?”, provoca Marcus Salum

Jogadores, comissão técnica e diretoria do América saíram de campo reclamando bastante e inconformados com a arbitragem no clássico desta quarta-feira (5) vencido pelo Atlético por 3 a 0, no Independência, pelo duelo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro. Poucos minutos após o encerramento da partida que tirou o América da decisão, o presidente do clube, Marcus Salum, foi às redes sociais para desabafar. “Mais uma vez, a arbitragem influencia e prejudica o América em uma decisão contra o Atlético. Depois dos erros de 2018, Igor Benevenuto no VAR. Repito a pergunta que fiz em 2018: vale a pena disputar um campeonato assim?”, escreveu o dirigente no Twitter. Salum reclamava, principalmente, de um lance logo aos dois minutos de bola rolando, em que Ademir foi derrubado na intermediária quando seguia em direção à área adversária. O árbitro Felipe Fernandes de Souza, da Federação Mineira de Futebol, marcou falta e apenas amarelou o zagueiro alvinegro Júnior Alonso. Na hora do lance, Lisca reclamou bastante com o trio de arbitragem, assim como os jogadores do Coelho. A bola voltou a rolar e o treinador do América continuava inconformado cobrando a expulsão de Alonso, o que não ocorreu. Lisca só acalmou depois de levar o cartão amarelo. Aos 46 da etapa inicial, o América reclamou de pênalti em um suposto toque de Réver com o braço na bola. O lance foi revisado pelo árbitro de vídeo, Igor Benevenuto, que mandou o árbitro seguir a partida normalmente.

 

Fonte: O Tempo