Por que o árbitro da final do Paulistinha não foi sorteado?

Ontem (06), torcedores do Palmeiras protestaram às portas da FPF pedindo sorteio para a escolha do árbitro que apitará a finalíssima do Paulistinha, entre Verdão e Corinthians.
Estão com absoluta razão.
A indicação de Luis Flávio de Oliveira, assim como a de Rafael Claus no primeiro jogo, nos critérios utilizados, não são transparentes.
Trata-se de desrespeito aos demais apitadores e pode gerar suspeitas, ainda que infundadas, de favorecimento a determinada equipe.
Uma polêmica desnecessária que poderia ser evitada com bom senso: sorteio com transmissão a vivo em que os presidentes dos finalistas retirariam do globo as bolas escolhidas.

Fonte: Blog do Paulinho