Cuiabá garante estádio de Rondonópolis para estreia na Série B mas depende de decreto

O Cuiabá, que se organizou para treinar durante a pandemia do novo Coronavírus e que foi o único time de Mato Grosso a manter todos seus compromissos com os atletas, vive uma situação crítica antes do reinício da temporada. Com previsão de estreia na Série B do Campeonato Brasileiro contra o Brasil de Pelotas para  7 ou 8 de Agosto, o Dourado ainda não tem um estádio para mandar o jogo e está proibido de utilizar o seu centro de treinamento para se preparar coletivamente, devido ao lockdown na capital.
A diretoria do Dourado tenta conseguir liberação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para utilizar a Arena Pantanal, que está parcialmente ocupada com o Centro de Triagem Covid-19. A entidade gestora do futebol no Brasil entende que há risco de contaminação e evita a realização de partidas em estádios que atendam pacientes com Coronavírus.
Um plano B já está garantido. O clube tem o aval da prefeitura de Rondonópolis para utilizar o estádio municipal Luthero Lopes. A data está reservada para os dias 7 ou 8 de agosto, mas a autorização para a realização do jogo depende de como estará, no dia da partida, o decreto municipal que restringe as atividades comerciais. Hoje as atividades coletivas estão proibidas na cidade.
A falta de local adequado para treinamento também é outro problema que assombra o Dourado. Por determinação judicial, Cuiabá está em lockdown desde o final de junho e os treinamentos presenciais foram interrompidos, inclusive com multa de aproximadamente R$ 600 aplicada ao clube por descumprimento da regra.
Desde então, os atletas voltaram a treinar em casa com acompanhamento da comissão técnica. Procurada por Só Notícias, a diretoria do clube não informou se há planejamento de viagem a uma cidade que não tenha bloqueio para fazer a preparação coletiva.

Fonte: Só Notícias