Cruzeiro x Uberlândia: Prováveis escalações, horário, curiosidades e transmissão

Não era o que o torcedor do Cruzeiro desejava, mesmo sabendo das dificuldades que o time atravessa. Mas o Troféu Inconfidência está aí. E seria um vexame ainda maior não vencê-lo após ficar fora do grupo dos quatro primeiros do Mineiro depois de seis décadas. Hoje, às 19h, o time celeste entra em campo para concluir sua participação na edição 2020 do campeonato regional e decide uma espécie de torneio consolação pela ausência na fase final do Estadual. O adversário é o Uberlândia, curiosamente o jogo de número 100 entre as equipes na história. O time do Triângulo superou muitas dificuldades para chegar até este confronto no Mineirão, entre elas até a Covid-19. À Raposa, a oportunidade de observar jogadores que estão no elenco e idealizar o que poderá ser útil para a disputa da Série B, que se inicia no próximo sábado.  E chances, em uma temporada completamente atípica para o futebol, serão recorrentes. Mas Enderson Moreira precisa saber com quem contar, e nada melhor do que um teste em um jogo oficial. É o caso, por exemplo, do volante Filipe Machado, que chegou a ser elogiado pelo comandante celeste após desempenho na vitória sobre o Patrocinense por 3 a 0, na semifinal do Troféu Inconfidência. O jogador reconhece que deixou a desejar no início da temporada, quando recebeu oportunidades com Adilson Batista, mas vem buscando evoluir o seu futebol e, no último fim de semana, jogou até na lateral direita.  “A gente trabalha o dia a dia para estar sempre evoluindo. No início do ano, eu tenho uma autocrítica de que não estava muito bem, não estava fazendo bons jogos, eu sei disso, e críticas sempre vão existir. Eu, particularmente, procuro pegar as críticas construtivas e trabalhar em cima delas”, apontou Machado.  “O Enderson sempre deixou bem claro que a oportunidade para todo mundo iria aparecer e que tínhamos que estar preparados. Foi isso que fizemos contra o Patrocinense e esperamos fazer um bom jogo e sair com uma vitória, que é o mais importante”, acrescentou o volante estrelado, que hoje deverá atuar em sua posição tradicional.  Uma partida que ainda poderá reservar aparições para atletas como Judivan e Roberson, além de João Lucas, um dos criticados pela torcida, na lateral esquerda. O certo é que o time será bastante modificado. Mas, seja qual for a formação, a Raposa entra em campo com responsabilidades e pode se preparar para um adversário intenso do outro lado. O Cruzeiro, sob o comando de Enderson, segue sem ser derrotado.  Para desfrutar O time treinado pelo técnico Luizinho Lopes comemora o fato de ter conseguido chegar à decisão do Troféu Inconfidência após superar adversidades. Não foram poucas. O coronavírus foi uma delas. Sete integrantes da delegação do Uberlândia, cinco deles atletas, testaram positivo para a Covid-19 e estão fora da final do Troféu Inconfidência. Os exames foram realizados na segunda-feira, e os atletas e membros da comissão técnica sequer viajaram para Belo Horizonte. Segundo a assessoria de imprensa do clube, os zagueiros Rogério, Plínio e Zé Vitor, o meia Clebinho, o volante Érick, o massoterapeuta João Luis e o fotógrafo Giovanni Mendes testaram positivo. Todos passam bem. Já haviam testado positivo antes da partida contra o Villa Nova, a primeira após a retomada do futebol, os atacantes Breninho e Dija Baiano, o volante Luiz Alexandre, o goleiro Alex, o diretor de futebol Fabrício Tavares e o roupeiro Paulo Edson. Ao todo, o time soma 13 casos confirmados. Os atletas do Uberlândia, todavia, cumpriram o papel e se classificaram para pegar o Cruzeiro. Uma disputa intensa contra o Boa, decidida apenas nos pênaltis, dando toda a carga de dramaticidade ao time.  O resultado fez o Uberlândia garantir não só a final, mas também a presença na Recopa do Interior, contra Caldense ou Tombense, que disputam o título do Mineiro do Interior. O Verdão ainda aguarda a CBF para saber se a entidade destinará uma quinta vaga ao futebol mineiro na Copa do Brasil 2021. Mas a sensação é de dever cumprido, e agora, pelo menos para Luizinho Lopes, técnico do Uberlândia, a ordem é desfrutar.  “É final, o Uberlândia vai terminar a temporada fazendo uma decisão, vai ter um troféu lá, em um grande palco do futebol brasileiro, contra uma grande equipe. Vamos desfrutar dessa oportunidade. É vitrine, e futebol é feito de oportunidades”, disse o comandante.  Jogo 100  Cruzeiro e Uberlândia já se enfrentaram em 99 oportunidades. O Cruzeiro venceu 61 partidas, enquanto o Uberlândia superou a Raposa em 11 jogos, sendo apenas um deles no Mineirão, palco do jogo de hoje. Outros 27 empates foram registrados no confronto. A Raposa marcou 191 gols contra o Verdão, enquanto o time do Triângulo foi às redes em 57 oportunidades.  Regulamento do Troféu Inconfidência  A decisão será em jogo único. Caso a partida termine empatada, o campeão será decidido nos pênaltis. FICHA TÉCNICA Cruzeiro x Uberlândia Motivo: Final Troféu Inconfidência 2020 Horário: 19h Local: Mineirão, em Belo Horizonte Árbitro: Antônio Márcio Teixeira da Silva (FMF)  Assistentes: Leonardo Henrique Pereira e Magno Arantes Lira Transmissão: Rádio Super 91,7 FM, SporTV e Premiere Cruzeiro  Lucas França (Vitor Eudes); Arthur, Marllon, Ramon e João Lucas; Adriano e Filipe Machado; Welinton, Claudinho e Judivan; Roberson (Thiago). Técnico: Enderson Moreira Uberlândia Diego; Vandinho, Tayron, Victor Hugo e Cesinha; Leandro Salino, Jô e Wandinho; Éder Luís, Luizinho e Felipe Alves. Técnico: Luizinho Lopes

 

Fonte: O Tempo