CRB e Salgueiro são os dois primeiros campeões estaduais no Nordeste

O futebol da região Nordeste conheceu nesta quarta-feira (5) à noite os seus dois primeiros campeões estaduais. O Salgueiro conquistou o seu primeiro título pernambucano ao empatar sem gols com o Santa Cruz e vencer a disputa nos pênaltis (4 a 3), enquanto o CRB fez 1 a 0 em cima do rival CSA e conquistou o Campeonato Alagoano. No estádio do Arruda, no Recife, o Salgueiro fez história. Pela primeira vez um clube do interior conquista o título estadual. O Santa Cruz, vice-campeão, termina a competição invicto, sem perder em 12 jogos. O jogo terminou 0 a 0 e como no primeiro confronto, no interior, tinha ocorrido o empate por 1 a 1, o título acabou decidido nos pênaltis. Vitor Rangel isolou a quarta cobrança e André acertou o travessão no quinto chute. O goleiro Maicon Clayton, do Santa Cruz, ainda defendeu o chute de Ranielli na quarta série, mas o Salgueiro fechou a disputa com Muller Fernandes. Fundado em 2005, o Salgueiro é dirigido por Daniel Neri, um técnico português de 41 anos e que há 16 anos trabalha no futebol brasileiro, inclusive, tendo passado pelo próprio Santa Cruz. O time do interior vai disputar a Série C do Brasileiro. O maior campeão do Estado é o Sport, inclusive em 2019, com 42 conquistas em 106 edições. Mas neste ano decepcionou, não chegou às finais e ainda disputou um quadrangular para não ser rebaixado à segunda divisão. Nesta tarde, o Sport goleou o Petrolina, por 5 a 0, fechando o quadrangular em primeiro lugar com nove pontos. Atrás dele ficaram o Vitória da Tabocas, com quatro, e os rebaixados Petrolina, com dois, e Decisão Bonito, com apenas um ponto. CRB CAMPEÃO Em final de jogo único, o título do Campeonato Alagoano ficou nas mãos do CRB que venceu o CSA por 1 a 0 com gol de Igor Cariús, aos 46 minutos do primeiro tempo, no estádio Rei Pelé, em Maceió. O CRB não era campeão desde 2017. Dirigido por Marcelo Cabo, chegou ao 31.º título, ficando ainda atrás do rival CSA, com 39 títulos. À tarde, no mesmo Rei Pelé, o Murici confirmou a terceira posição ao vencer o ASA por 2 a 0, com gols de Andrezinho. Os dois times vão jogar de novo para decidir quem vai ficar com a terceira vaga na Copa do Brasil. O ASA, de Arapiraca, foi campeão da Copa Alagoas. Quem se classificar vai se juntar na competição a CSA e CRB. BAIANO Em Salvador, nesta noite, no estádio de Pituaçu, 0 a 0 no primeiro jogo decisivo entre Atlético de Alagoinhas e Bahia. O segundo está programado para sábado, às 16h30, no mesmo local. Em caso de empate no tempo normal, o título será definido na cobrança de pênaltis. Atrapalhados pela pandemia da covid-19, outros estaduais nordestinos ainda estão longe de suas fases decisivas, nem tendo definido seus finalistas. Exceção é no futebol cearense, onde os rivais Ceará e Fortaleza vão se enfrentar na decisão. Mas, em acordo com a federação, os clubes decidiram empurrar os dois jogos decisivos para o mês de setembro ou em datas disponíveis no apertado calendário. Na última terça-feira, o Ceará conquistou de forma invicta o título da Copa do Nordeste ao bater o Bahia, em Pituaçu, por 1 a 0. Já tinha vencido o primeiro jogo por 3 a 1. O Ceará tinha sido campeão pela primeira vez da competição em 2015.

 

Fonte: O Tempo