Veja motivos para Galo e América confiarem em uma vaga na final do Mineiro

Os próximos 180 minutos de Atlético x América vão definir um dos finalistas do Campeonato Mineiro. A primeira metade da disputa vai acontecer neste domingo (2), a partir de 16h, no Mineirão, em que Galo e Coelho vão entrar em campo pela partida de ida da semifinal. Os técnicos Jorge Sampaoli e Lisca, que recentemente elogiaram o trabalho do outro, vão tentar largar na frente na disputa. Para isso, cada um conta com suas estratégias para garantir vaga na final nesta retomada do futebol. O Super.FC elencou motivos que fazem com que Atlético e América confiem na possibilidade de uma vaga na decisão do Estadual. O jogo da volta será na quarta (5), às 21h30, no Mineirão. Do outro lado, Caldense e Tombense disputam a outra vaga. Cartas do Galo Melhor ataque – o Galo terminou a primeira fase do Mineiro com o melhor ataque da competição. Ao todo, foram 20 gols em 11 partidas. A artilharia do clube na competição é democrática, sendo que oito jogadores anotaram os 20 gols na primeira parte da competição. Retrospecto favorável – desde 2013, quando o Mineirão foi reinaugurado, o Atlético ainda não perdeu para o América como mandante no Gigante da Pampulha. Foram quatro jogos, com três vitórias do Galo e um empate. Detalhe para o número de gols: 11 do Atlético e quatro do Coelho. O Atlético espera largar bem na frente no Mineirão. Disputa por posição – Sampaoli fez apenas um jogo no comando do Atlético antes da parada. Com dois meses de treinos durante a pandemia, é como se o treinador tivesse vivido uma pré-temporada com o time, iniciando os trabalhos agora. Algumas disputas por posição já são percebidas e, por ser um contexto decisivo, o jogo deste domingo pode ser uma chance para alguns atletas mostrarem serviço ao argentino. Investimento – o Galo investiu pesado no elenco especialmente para a disputa do Brasileiro, mas é natural que uma pressão por resultados já surja no Mineiro. A torcida depositou muitas expectativas no time de Sampaoli pelos jogadores contratados e o modelo de jogo ofensivo do argentino. A expectativa da torcida pode ser um algo a mais para o time. Moral alta – o Atlético vem de uma goleada por 4 a 0 sobre o Patrocinense. Apesar da fragilidade do adversário, que pouco fez para resistir ao resultado no Mineirão, a partida deu mais confiança à equipe de Sampaoli. As atuações individuais do time também foram boas, com destaque, por exemplo, para a crescente de Savarino e a definição de Nathan. Na cartola do Coelho Vantagem do empate – como ficou uma posição acima do Atlético na primeira fase, o América tem a vantagem do empate no agregado. Caso a soma dos placares dos dois jogos apresente alguma igualdade, independentemente de gols fora de casa, a vaga na final será do América. Invencibilidade – o América vai ter um motivo a mais para não perder a partida deste domingo. O time do técnico Lisca é a única equipe invicta na competição até então. Foram sete vitórias e quatro empates na primeira fase, sem nenhuma derrota. Elenco mantido – o América não perdeu peças durante a pandemia. Já na retomada do futebol, o clube anunciou a saída de Lucas Kal, mas manteve bem o elenco. O técnico Lisca, com isso, tem um grupo pouco mudado e com poucas necessidades de adaptação. Fala, Sampaoli – o próprio treinador do Atlético apontou uma situação favorável ao América no jogo deste domingo. “Uma partida extremamente difícil com um um time como o América, que tem um rendimento muito bom no torneio, com um processo muito avançado, muito mais que nós. Vai ser muito interessante”, disse o treinador do Galo. Caminho para neutralizar o Galo – América e Atlético se enfrentaram no último fim de semana, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro. O primeiro tempo teve mais controle do Atlético, mas a etapa final foi completamente dominada pelo Coelho. O time de Lisca neutralizou as principais opções ofensivas do Galo e conseguiu igualar o placar. Se tiver aprendido bem o dever de casa, pode ter novo êxito com a estratégia.

 

Fonte: O Tempo