‘Os clubes do povo andam insensíveis’, diz jornalista global sobre Flamengo e Corinthians

Flamengo e Corinthians, clubes que possuem as maiores torcidas do país e que carregam a alcunha de ‘clubes do povo’ por este motivo, foram alvos de uma critica do apresentador do SporTV André Rizek nesta terça-feira, pelo Twitter. Rizek lembrou que o Rubro-Negro cobrou R$ 10 para uma transmissão online da semifinal da Taça Rio, que acabou não indo como esperado. Já o Timão, colocou a venda uma camisa comemorativa por R$ 400.- Impressionante como os ‘clubes do povo’ andam insensíveis. Depois da repercussão negativa da transmissão do Flamengo, Corinthians cobra R$ 400 pela camisa, e o patrocinador condiciona pedido da torcida – usar cor preta no uniforme – a abrirem 50 mil contas. O que virou o futebol? – questionou.

Impressionante como os “clubes do povo” andam insensíveis. Depois da repercussão negativa da transmissão do Flamengo, Corinthians cobra R$ 400 pela camisa e o patrocinador condiciona pedido da torcida – usar cor preta no uniforme – a abrirem 50 mil contas. O que virou o futebol?— André Rizek (@andrizek) July 7, 2020

Rizek também acredita que não era o momento do Flamengo cobrar seus torcedores por uma transmissão online, já que o país passa por dificuldades financeiras e sanitárias.A critica do apresentador ao patrocinador do Corinthians se deve ao fato de que o  banco BMG, patrocinador master do Timão, que utiliza a logo na cor laranja, condicionou a utilização da cor preta na camisa do clube a abertura de 50 mil novas contas abertas no banco.

O estagiário se emocionou e acabou lançando a braba antes do tempo! 🤪Seguinte: a Fiel pediu por uma meta. E o nosso desafio foi lançado: com 50 mil novos correntistas, nós conquistamos o logo #BMGEmPretoEBranco.

Fonte: Lance