Mineiro define classificados pra Copa do Brasil e Série D de 2021; veja quem são

O fim da primeira fase do Campeonato Mineiro definiu as vagas do Estado na Copa do Brasil de 2021. Segundo o regulamento, Minas Gerais tem direito a quatro vagas, destinadas aos quatro primeiros colocados: Tombense, América, Atlético e Caldense. Hexacampeão da Copa do Brasil, o Cruzeiro não tem à vaga direta, mas entra no torneio pelo ranking da CBF. Se o Atlético, que disputa a Série A, conseguir uma vaga na Copa Libertadores do próximo ano e, consequentemente, um lugar direto na fase oitavas de final da Copa do Brasil, Minas Gerais ganha mais uma vaga. O regulamento do Mineiro deste ano determina que, se houver essa quinta vaga, ela será do campeão do Troféu Inconfidência. Cruzeiro, Uberlândia, Boa Esporte e Patrocinense disputam o torneio. Se o campeão for o Cruzeiro, obviamente, o vice-campeão fica com a vaga. A Copa do Brasil é um torneio cobiçado pela grana que distribui. Os times do grupo 1 (mais bem ranqueados, normalmente de Série A) recebem R$ 1,1 milhão só pela presença na primeira fase. Os do grupo 2 ganham R$ 950 mil, e os do grupo 3 (que integra a maioria das equipes pequenas), R$ 540 mil. Vale lembrar que Cruzeiro e América seguem na disputa da Copa do Brasil deste ano. Caso um dos dois seja campeão, Minas Gerais pode ganhar uma outra vaga. Série D A primeira fase também definiu os classificados para a Série D de 2021. Minas Gerais têm três vagas. Os times são definidos excluindo aqueles que já têm série: Atlético (A), Cruzeiro e América (B) e Tombense e Boa Esporte (C). Assim, os times que ficam com a vaga para 2021 são Caldense, Uberlândia e Patrocinense. As vagas para a Série D deste ano foram definidas pela classificação do Mineiro no ano passado, seguindo os mesmo critérios: Caldense, Tupynambás e Patrocinense. A equipe de Patrocínio, no entanto, desistiu de participar, e o Villa Nova herdou a vaga. Se algum dos mineiros da Série D deste ano conseguir se classificar para a Série C do ano que vem, a URT herdará vaga na D para 2021.

Fonte: O Tempo