Lisca dispara contra árbitro de América x Galo: ‘Pipoqueiro’; veja

O técnico Lisca ficou na bronca com o árbitro Felipe Fernandes de Lima após o jogo entre América e Atlético, na noite dessa quarta (5). O Coelho saiu de campo derrotado por 3 a 0 e acabou eliminado na semifinal do Mineiro. O treinador reclamou de um lance no começo do jogo, ainda aos dois minutos, em que cobrou uma expulsão do zagueiro Júnior Alonso por falta em Ademir. “Perder de 3 a 0 e falar da arbitragem é difícil, mas hoje vi uma das maiores pipocadas da história do futebol mineiro. Seu Felipe [Fernandes, árbitro do jogo], o senhor é pipoqueiro. Você e seu trio de arbitragem, porque a justificativa que foi dada para mim é que ele tinha um zagueiro na cobertura. Vi o lance, não tinha ninguém na cobertura. Nem minha mãe, nem meu pai, nem ninguém. Foi uma vergonha que vi aqui hoje”, disse Lisca.   No lance, Ademir sairia cara a cara com o goleiro Rafael, mas foi parado por Júnior Alonso. O zagueiro paraguaio era o último marcador do Galo. Alonso acabou levando o cartão amarelo, mas Lisca entendeu que o lance era para vermelho por chance ‘clara e manifesta’ de gol. Uma vitória simples classificaria o Coelho para a decisão do Estadual. “Não pode uma arbitragem para semifinal de Campeonato Mineiro não ter, desculpa a palavra, ‘colhão’ para expulsar um jogador do Atlético com dois minutos. Mudaria totalmente a partida. Meu jogador tinha tomado a frente, estava em direção ao gol. O Júnior puxou com os dois braços, era o último homem. Não tinha cobertura nenhuma. Clara e manifesta situação de gol. O Ademir é muito rápido, jamais o Júnior ia pegar ele. Seu Felipe, lamentável o que o senhor fez. O senhor não tem condições de apitar. Não tem condições e coragem de apitar o que é o jogo”, completou o técnico do América.

 

Fonte: O Tempo