BMG admite vínculo com Marcelinho Carioca

Ontem (29), Marcelinho Carioca presenteou o genocida que se traveste de Presidente da República com uma camisa do Corinthians em que chamava a atenção o logo do BMG em preto e branco.
O modelo não existe comercialmente.
Ainda assim, para defender o jogador, a quem contratou como embaixador do clube em eventos e prometeu uma estátua no Parque São Jorge, o presidente Andres Sanches disse que ele poderia ter comprado a vestimenta.
Não há loja que venda o produto com a marca do BMG no formato apresentado.
Sequencialmente à inverdade seguiu-se a publicação de Nota Oficial do Corinthians desvinculando-se da iniciativa.
O Blog do Paulinho, que já havia revelado a ligação comercial de Marcelinho Carioca, assim como a do diretor administrativo do Timão, André Negão, com o BMG – grande beneficiado (?) pela exposição no episódio, relembrou o caso, na postagem a seguir:
Marcelinho, Bolsonaro, Corinthians e BMG
Ato contínuo, o BMG enviou Nota Oficial, em que desmente a possível ação comercial, mas confirma o vínculo publicitário do banco com Marcelinho:
“O Banco BMG esclarece que o encontro particular entre o ex-atleta Marcelinho Carioca e o presidente Jair Bolsonaro não tem qualquer relação com a instituição”
“A camisa oferecida pelo ex-jogador ao presidente não foi cedida pelo Banco, que também não possui ligação com qualquer tema abordado durante a reunião”
“A instituição informa, também, que o vínculo com o ex-jogador foi formalizado tão somente para a participação dele em campanhas pontuais realizadas pelo Banco”
“Cabe ressaltar que a campanha #BMGEmPretoEBranco continua e a camisa apresentada no vídeo também não possui nenhum vínculo com a ação.”
Marcelinho apresenta-se como jornalista e comenta assuntos do Corinthians bancado pelo patrocinador do clube que, diferentemente do que diz a ‘Nota Oficial’, não o beneficia apenas em campanhas pontuais, mas, de maneira permanente, pagando as despesas do programa de rádio ‘Arena Tropical’.
ATUALIZAÇÃO: após a revista VEJA repercutir, erroneamente, que Marcelo Carioca foi ‘demitido’ pelo BMG, o banco soltou outra nota, desta vez entregando vínculo com outros dois ex-jogadores que também comentam notícias sobre o clube:
“O Banco BMG esclarece que atua com vários ex-atletas e ídolos da torcida Corintiana, como influenciadores em ações promocionais no ambiente digital, tais como Craque Neto, Ronaldo Giovanelli e Marcelinho Carioca, em nenhum dos casos existe vínculo empregatício entre os ex-atletas e a instituição.”

Fonte: Blog do Paulinho