Até quando Fluminense e Botafogo permanecerão acovardados?

Apesar da louvável oposição pública ao reinício do Campeonato Carioca em meio à pandemia do COVID-19, de prático, Fluminense e Botafogo cederam, aceitando, ainda que sob protesto, participar da disputa.
Acovardaram-se e jogaram fora a oportunidade de fazer história.
Tivessem rompido, definitivamente, com a FERJ, permaneceriam disputando os campeonatos mais relevantes e condenariam o ‘carioquinha’ à extinção.
Fortalecida com a ‘ajoelhada’ das agremiações, a Federação decidiu que faltava humilhá-los, e assim o fez na última semana.
O processo judicial em que a imoral FERJ pede indenização, justamente, por danos morais, é um tapa na cara de mão aberta aos que não tiveram coragem de abandoná-la.
Resta saber agora como reagirão Botafogo e Fluminense.
As opções são claras: aceitar a afronta com subserviência – ainda que vençam os processos – ou pegar o bonde da história que, raramente, como ocorre agora, passa duas vezes no mesmo lugar e situação.

 

Fonte: Blog do Paulinho