Agora no Galo, Alonso volta ao Mineirão, onde marcou Messi na Copa América

Reforço de peso para a zaga atleticana na temporada, o paraguaio Junior Alonso voltará a pisar no gramado do Mineirão, nesta quarta-feira (29), às 21h30, para encarar o Patrocinense, um ano e um mês depois da missão de tentar parar o craque argentino Messi, na Copa América do Brasil. Por causa da pandemia do novo coronavírus, o jogo pela última rodada do Campeonato Mineiro não terá público. O cenário será bem diferente de um Gigante da Pampulha que vibrou com a presença de 38 mil pessoas em 19 de junho de 2019. O duelo de seleções terminou empatado: 1 a 1. O melhor jogador do mundo foi o autor do gol argentino, na segunda etapa. Richard Sánchez abriu o marcador para o Paraguai. O embate, pela segunda rodada do grupo B da competição, só não foi pior pra Argentina porque o goleiro Armani defendeu um pênalti no segundo tempo. Contratado por 3 milhões de euros (quase R$ 18 milhões), Alonso chegou ao Galo e já assumiu a titularidade no primeiro jogo após a retomada do futebol, no último domingo, diante do América. Ele formou a zaga ao lado de Réver. Canhoto, com 27 anos e 1,84 m, o defensor pertencia ao Lille, da França, mas estava emprestado ao Boca Juniors, da Argentina. Alonso soma 28 jogos pela seleção do Paraguai, incluindo compromissos das Eliminatórias para as Copas de 2014 e 2018. A seleção de seu país, no entanto, não conseguiu a classificação para nenhum dos dois Mundiais. Em 2019, foi titular de toda a campanha paraguaia na Copa América, que terminou nas quartas de final, eliminado pelo Brasil.

 

Fonte: O Tempo