Vice do Galo mantém crítica à MP 984 mesmo depois de manifesto do clube a favor

Vice-presidente do Atlético e responsável por coordenar o departamento jurídico alvinegro, Lásaro Candido da Cunha discorda da posição do próprio clube e de outras 15 equipes da Série A que divulgaram um manifesto a favor da ‘Lei do Mandante’. Essa ‘Lei do Mandante’, que ainda precisaria passar por aprovação do Congresso Nacional, é justamente a base da discussão da Medida Provisória (MP) 984, editada pelo presidente Jair Bolsonaro no mês passado, que dá ao time mandante a prerrogativa de venda dos direitos de transmissão (antes, para se exibir um jogo, uma emissora precisaria ter contrato com os dois clubes). Por meio de sua conta no Twitter, Lásaro Cunha voltou a reafirmar seu posicionamento contra a medida. “Considero um lamentável equívoco dos clubes que enxergam na MP 984/20 a ‘solução’ para esse assunto de direitos de transmissão. Mantenho tudo que escrevi e vídeos q publiquei por aqui”, apontando uma fala sua publicada pela Folha de S.Paulo.   Considero um lamentável equívoco dos clubes que enxergam na MP 984/20 a “solução” para esse assunto de direitos de transmissão. Mantenho tudo que escrevi e vídeos q publiquei por aqui. Aliás, na matéria da Folha, aqui retuitada, há uma fala minha👇🏿 https://t.co/cCtZjzSGqr pic.twitter.com/Cq06Q69L12 — Lásaro Cândido (@lasaroccunha) July 16, 2020 Em vídeo de 1:52 – Reflexões sobre direitos de transmissão, Medida Provisória 984/20, as lições que os clubes precisam aprender …@Atletico pic.twitter.com/B8aQ5SMqRH — Lásaro Cândido (@lasaroccunha) July 9, 2020

Fonte: O Tempo