Torcedor do Galo, juiz revoga própria decisão e atacante Sasha segue no Santos

O Juiz Carlos Ney Pereira Gurgel revogou, no sábado, a decisão  que ele mesmo tinha dado ao atacante Eduardo Sasha, liberando o jogador do Santos. O magistrado se declarou suspeito “por motivo de foro íntimo”. Segundo informou o site UOL Esporte, o magistrado é torcedor do Atlético, possível destino de Sasha caso o jogador consiga quebrar seu vínculo com o Peixe. O juiz é Carlos Ney Pereira Gurgel tem fotos com camisa do Galo em suas redes sociais. A questão irritou o Santos, que publicou uma mensagem em sua conta no Twitter  numa indireta ao ex-técnico Jorge Sampaoli, hoje no Atlético. A equipe santistas também nega uma possível troca com jogadores palmeirenses. Ao contrário do que foi publicado, não há possibilidade da troca especulada de jogadores entre Santos e Palmeiras. Ressaltamos a intenção de manter os principais atletas do elenco, inclusive aqueles que, seduzidos pelo convite de ex-técnicos, tentam quebrar contratos na Justiça.   Ao contrário do que foi publicado, não há possibilidade da troca especulada de jogadores entre Santos e Palmeiras. Ressaltamos a intenção de manter os principais atletas do elenco, inclusive aqueles que, seduzidos pelo convite de ex-técnicos, tentam quebrar contratos na Justiça. — Santos Futebol Clube (de 🏡) (@SantosFC) August 2, 2020 Sasha acionou a Justiça do Trabalho alegando atraso no recolhimento do FGTS e corte de 70% dos salários em carteira durante três meses de paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus. O Santos alega que não houve corte salarial, mas uma retenção emergencial com garantia de pagamento depois. o valor da ação é de R$ 15,5 milhões. Como tinha conseguido romper o contrato na sexta-feira (31), Sasha já arrumava as malas para Belo Horizonte. Segundo a jornalista Marília Ruiz, da Band, o atacante já estaria apalavrado com o Galo. Outros clubes fora Brasil também teriam o interesse no atleta. O Atlético não comenta especulações.

 

Fonte: O Tempo