Sob suspeita, “Fábrica Ilegal’ retira R$ 312,9 mil dos bolsos de Andres Sanches

Em 2018, o presidente do Corinthians, Andres Sanches, alugou imóvel na Av. Brigadeiro Faria Lima nº 4.199, local em que instalou o restaurante ‘Fábbrica Ilegalle’ (Fábrica Ilegal, em português), com promessa de cozinha italiana de alto nível.
Nunca pagou o aluguel.
Como de hábito, o contrato do empreendimento estava em nome do filho, Lucas Sanchez, que, há algum tempo, passou a frequentar o judiciário, na condição de réu, respondendo pelas lambanças do pai.
Diante do calote, a RRM Empreendimentos Imobiliários ingressou na Justiça cobrando R$ 312.960,00, entre boletos vencidos e multa contratual.
Ontem (24), a Justiça decidiu que Lucas Sanchez, ou seja, o bolso de Andres, terá que arcar com a despesa.
Soubemos, através de fonte, que outros fornecedores da ‘Fábrica Ilegal’, também ‘chutados’ no negócio, estudariam ação por suposto crime de ‘arara’, ou seja, comprar produtos de terceiros com a intenção, deliberada, de não pagar.
Trata-se de um crime, se comprovado, do qual Andres Sanches já foi acusado, diversas vezes.
Alguns casos ainda em trâmite nos Tribunais Federais nacionais.

 

Fonte: Blog do Paulinho