Santos e a derrota de R$ 368 milhões

Decisão do CAS (em português, Corte Arbitral do Esporte), rejeitou pedido do Santos para ser indenizado em R$ 368 milhões por ter sido passado parar trás na transação de Neymar para o Barcelona.
A razão da negativa é simples: todo o procedimento, inclusive os que, evidentemente, lesaram os caixas do clube, foram autorizados por seus próprios dirigentes.
Eis ai a questão.
Se houve dolo – e, tudo indica, existiu – é dos cartolas que o ressarcimento precisa ser cobrado.
Não há notícia de movimentação a esse respeito.
LAOR, o presidente à época, já morreu, mas existem outros, ainda ativos politicamente no Peixe, que, se não assinaram os procedimentos, deles participaram, inclusive nos ganhos possivelmente não contabilizados adequadamente.

 

Fonte: Blog do Paulinho