Queridos pela Vovó, ex-atletas do Galo parabenizam torcedora pelos 100 anos

Ao longo de um século de vida, a Vovó do Galo certamente viu incontáveis atletas em campo defendendo a camisa do Atlético. A torcedora-símbolo do clube completa 100 anos nesta quarta (8) e mantém boas lembranças de vários jogadores. Ela recordou alguns pelos quais tem muito carinho ao Super.FC, que decidiu acionar parte deles. A lista de atletas queridos pela Vovó vai de Carlyle a Victor e Diego Tardelli, considerando jogadores mais antigos e outros ainda em atividade pelo clube. Por isso, o Super.FC coletou a depoimentos de personagens da história do Galo que têm o carinho da dona Ana Cândida para que pudessem render homenagens à torcedora (vídeo no fim da matéria). Abraço do Rei – Maior ídolo da história do Atlético, o ex-jogador Reinaldo também está na lista dos mais especiais que Vovó viu em campo. Ela guarda com carinho as lembranças do ex-atacante, que defendeu a camisa atleticana de 1973 a 1985. “Vovó do Galo, parabéns e felicidades. São 100 anos de Galo, que história bonita! Salve o Galo, abraço do Rei”, disse Reinaldo para dona Ana. O ex-atacante ainda é o maior artilheiro da história do clube, sendo o jogador que mais arrancou gritos de gol de dona Ana. Menino maluquinho – Em qualquer lista da dona Ana de jogadores que ela gosta muito estará o atacante Luan. Como ela tem um pouco de dificuldade com a visão, era fácil identificar o jogador de longe pelos cachos do cabelo e pela velocidade em campo. A Vovó, então, passou cultivar um carinho pelo jogador, que o retribui. “Olá, Vovó do Galo! Quero mandar um beijo para a senhora e desejar tudo de bom. Que Deus te abençoe, te dê saúde e paz. Um abraço do Luan e que Deus abençoe o seu dia”, disse Luan. O atacante defendeu o Atlético de 2013 a 2019 e atualmente está no V-Varen Nagazaki, do Japão.           Ver essa foto no Instagram                   Obrigada pela entregra de hoje e de sempre @luanmadsonoficial! Sou sua fã demais! Beijão! Uma publicação compartilhada por Vovó do Galo (de 🏠) (@oficialvovodogalo) em 9 de Nov, 2017 às 5:25 PST   “Sai que é sua” – Um dos maiores goleiros da história do Atlético, Taffarel conquistou o Mineiro de 1995 e a Copa Conmebol de 1997 com o clube, mas também alcançou o carinho de dona Ana. Não à toa, a torcedora tem o atleta como um dos mais especiais em suas vivências com o Galo. O arqueiro defendeu a meta do Atlético entre 1995 e 1998. “Estou aqui para fazer uma homenagem à senhora. Tenho certeza que a senhora me viu jogando com a camisa do Atlético no Mineirão. Sei que é a torcedora-símbolo do Atlético e eu me sinto orgulhoso de fazer parte dessa homenagem. Eu te desejo muita saúde, muita luz, carinho e amor. Que a senhora continue brilhando e que o Atlético possa reconhecer essa torcedora que esteve com o clube por 100 anos. Um super beijo para a senhora”, comentou Taffarel para dona Ana. Capitão – O momento mais marcante da Vovó do Galo com o clube foi a Libertadores de 2013, como a própria torcedora contou ao Super.FC. Tão especiais quanto a conquista foram os atletas que participaram do título sobre o Olimpia. Presente na decisão no Mineirão, dona Ana viu de perto o gol histórico do ex-zagueiro Leonardo Silva na final. “Dona Ana, feliz aniversário, feliz centenário! Quantos jogos e quantas histórias. Fico honrado por fazer parte da sua história vestindo a camisa do Galão da Massa. Feliz centenário, parabéns e que Deus continue cuidando da vida com senhora com muito carinho”, apontou Léo Silva.           Ver essa foto no Instagram                   Parabéns, capitão! Uma publicação compartilhada por Vovó do Galo (de 🏠) (@oficialvovodogalo) em 22 de Jun, 2016 às 7:56 PDT Em 100 anos, a Vovó viu de perto a história do Atlético sendo construída em campo. Natural de Conselheiro Lafaiete, mudou-se para Belo Horizonte na década de 50, mas já acompanhava o clube pelos jornais impressos em sua cidade natal. Além dos atletas consultados pelo Super.FC e que gentilmente mandaram mensagens à torcedora, a Vovó tem muito carinho por outros, como Carlyle, Luizinho, Roger Guedes, Victor e Diego Tardelli. A lista, certamente, é muito mais extensa. Abaixo, veja em vídeo os depoimentos registrados acima

Fonte: O Tempo