Presença de Menin na CNN pode ajudar Galo a ter jogos transmitidos pelo canal

O fato de Rubens Menin ser  sócio da CNN, canal de TV norte-americano que chegou há pouco no Brasil, pode ajudar para que o Atlético tenha partidas transmitidas pela emissora. Menin é um dos maiores investidores do clube e foi responsável pela chegada de alguns dos principais nomes nos últimos dias. Além disso, foi dele a iniciativa que cedeu terreno ao clube para a construção do seu estádio, a Arena MRV, que já está em obras, com previsão de ser entregue em cerca de dois anos.  Sobre a possibilidade de parceria entre canal de TV e clube, ele deixou  tudo em aberto em entrevista ao canal do jornalista Jorge Nicola. “Tudo é possível. A CNN é um canal de notícias, mas o grupo por trás é da Warner, o maior grupo de mídia do mundo, com presença da Fox, que tem direito de transmissão. Isso pode começar a acontecer como já é na Europa”, comenta o empresário, que vê o Velho Mundo com uma outra realidade do Brasil.  “Na Europa, estes acordos de transmissão funcionam bem. As ligas são bem gerenciadas, os contratos são muito bons. Quem entra no Campeonato Inglês recebe, de cara, 40 milhões de libras. O mesmo acontece com quem participa da Champions League. O futebol brasileiro tem muito o que evoluir”, pontua.  Quando perguntado sobre a possibilidade da CNN patrocinar o Atlético, ele deixou claro que esta chance não pode acontecer. “Emissoras de TV não patrocinam clubes, quem faz isso são empresas com atividade comercial. A MRV é uma das empresas que patrocina várias modalidades no Brasil há mais tempo, desde 1996. O apoio ao Atlético acontece desde 2002, esporte é um investimento muito bacana, já patrocinamos basquete, vôlei, tenis e outras modalidades”, lembra.  Assinou, tem que cumprir O que pode contribuir para um possível acordo é a Medida Provisória 984/2020, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, que vai permitir que os clubes mandantes possam negociar os direitos de transmissão. Ao mesmo tempo, o empresário lembra dos acordos feitos com a Rede Globo.  “O Atlético tem contrato com a Globo. E contratos precisam ser cumpridos. O futebol tem muito potencial e já se foi o tempo do amadorismo”, pondera.  O vínculo entre Galo e Globo vai até 2024. Somente depois disso é que o clube poderia fechar contrato com outra emissora. Uma outra novidade que pode acontecer com a MP é a permissão para que empresas de mídia exibam suas marcas nas camisas dos clubes brasileiros.

 

Fonte: O Tempo