Menin revela novo estatuto do Galo e votação para mudança em até cinco meses

O vice-presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Rafael Menin, acredita que, no máximo em cinco meses, os conselheiros do clube terão a oportunidade de aprovar as mudanças que serão submetidas no estatuto do Galo. “É um trabalho que vai demorar mais uns quatro a cinco meses e aí será submetido ao conselho, que vai definir se muda ou não o estatuto. O estatuto é um modelo antigo. Se o Galo quer ser protagonista, é de suma importância é que tenha um estatuto de primeiríssimo nível”, revelou Menin ao site FalaGalo. De acordo com ele, o grande objetivo da atual gestão é deixar o Atlético sob novo estatuto. “É um trabalho que está sendo conduzido pela Ernst & Young e a Falconi. E para ele ter sucesso passa por um novo estatuto do clube. Se não tem uma mudança estatutária, dá três anos e tudo volta a ser como era. O legado que o Sérgio quer deixar é essa mudança de estatuto. Posso te dizer que será o estatuto mais moderno e mais bem feito no futebol brasileiro”. Menin revelou o teor das mudanças que o novo estatuto sofrerá. “Governança compliance (sob regras internas e externas), modelo de gestão, venda de jogador e quanto vai para pagar dívida, salários, descrição de cada cargo, remuneração variável, fixa, inserção no mundo digital, como resgata o engajamento com o público jovem… são série de fatores que podem colocar o clube como um modelo de gestão”, disse. Há no clube, dirigentes encarregados em fazer alterações no estatuto e sugerir mudanças em vários pontos. Porém, Menin não revelou quais são os responsáveis pelo novo estatuto. “Existe um time participando, apoiado por consultorias renomadas, que conhecem o esporte, que observaram até fora do Brasil. Vai ser submetido ao conselho. É precoce definir qual será o modelo final. O que eu vi até agora, vi um modelo muito bem estruturado”, concluiu. Para acontecer a aprovação da mudança do estatuto será necessária a presença de dois terços dos conselheiros no dia do pleito.

 

Fonte: O Tempo