Locais de jogos das últimas rodadas do Campeonato Mineiro seguem indefinidos

Faltando dez dias para a retomada do Campeonato Mineiro de 2020, ainda não existe definição sobre local de todas as partidas das duas últimas rodadas. Apesar da Federação Mineira de Futebol (FMF) ter enviado para os clubes e prefeituras ofício com aval do governo do Estado, ainda não existe uma autorização das partidas por parte de todos os órgãos municipais. Cada clube mandante da rodada do dia 26 tem até o dia 20 para informar a FMF sobre o local das suas partidas.  O documento, com data do dia 8 de julho, afirma que o grupo executivo do plano Minas Consciente, elaborado pelo governo do Estado, aprovou o protocolo sanitário para realização de práticas esportivas, como treinamento, competições e convívio de profissionais envolvidos em atividades pertencentes ao segmento clubes sociais, esportivos e similares. Na reunião, estiveram presentes membros do Comitê Extraordinário Covid-19, o presidente da FMF, Adriano Aro, e o deputado estadual José Guilherme.  A reportagem do Super. FC fez contato com a secretaria de Estado de Saúde (SES). A resposta foi de que o Estado não tem poder de intervir na decisão das prefeituras. “Não é papel institucional da Secretaria coordenar eventual retomada da competição. O protocolo elaborado pela SES-MG para atividades esportivas pretende orientar os municípios quanto às condições sanitárias seguras. Além disso, se algum município, agindo com base em sua autonomia, desejar sediar ou vetar alguma disputa esportiva, o Estado não tem como intervir na decisão do gestor local”, informa a secretaria. Em entrevista à rádio Super 91,7 FM, na quarta-feira (15), o governador Romeu Zema afirmou que foi feito um protocolo específico para eventos esportivos e que alguns locais do Brasil já reativaram seus campeonatos. Zema lembrou que as partidas em Minas Gerais acontecerão sem torcida e com todos os cuidados de segurança. “As melhores práticas serão adotadas para retomar o futebol que sofreu tanto neste período e terá uma condição mínima de, pelo menos, começar a se movimentar novamente. O ideal seria que os grandes eventos voltassem, mas isso ainda não é possível. É um passo tímido de algo que já passa a acontecer na esfera esportiva”, afirmou.  Nem todas as prefeituras sinalizaram positivamente até o momento Em contato com as prefeituras das cidades que, na teoria, receberão os jogos do dia 26, as posições são divergentes. A de Uberlândia, no Triângulo, afirma que depende de autorização do Estado. A de Patrocínio, no Alto Paranaíba, já emitiu um decreto autorizando a utilização do Estádio Municipal Pedro Alves do Nascimento desde 13 de julho, única e exclusivamente para a prática de futebol profissional bem como treinamento do grupo de atletas da Patrocinense. A Prefeitura de Patrocínio lembra que devem ser respeitadas as normas e orientações de segurança e prevenção à Covid-19, especialmente, as normas constantes do Protocolo de Prevenção ao Contágio da Covid-19 da FMF. A Prefeitura de Juiz de Fora tinha previsão do assunto entrar em pauta de uma reunião que aconteceu na última terça-feira (14) com integrantes do Comitê de Enfrentamento à Covid-19. No dia seguinte, foi informado que “a pauta da reunião foi muito extensa, com o assunto não sendo deliberado”. A promessa é de uma decisão ainda nesta semana.   BH sem garantias Uma das maiores dificuldades para a retomada dos jogos deve acontecer na capital mineira. Há algumas semanas, a Secretaria Municipal de Saúde informou que, no atual momento, os jogos não seriam possíveis de acontecer em Belo Horizonte pela dificuldade de controle da pandemia. “Ainda não é possível determinar o que acontecerá no dia 26 de julho. Se o pedido fosse para retorno imediato do Campeonato Mineiro, a Secretaria não iria autorizar, pois o atual momento da pandemia na capital mostra uma curva ascendente de casos e óbitos pela Covid-19”, declarou a prefeitura por meio de nota. Uma alternativa que aparece para os times da capital é Nova Lima, além de Sete Lagoas. Nova Serrana chegou a ser citada pelo presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, como opção.  Rodada final As cidades que estão agendadas para receber os jogos da última rodada, no dia 29, são Tombos, Nova Lima, Varginha, Patos de Minas e Poços de Caldas. Patos de Minas já deu seu aval para a URT, mesmo com a cidade perto do pico de contaminação e com o número de casos tendo subido exponencialmente nos últimos dias, tendo a infra-estrutura hospitalar no seu limite. Nova Lima e Poços de Caldas também já deram sua liberação, ao contrário de Varginha, que garantiu que o futebol ainda não tem autorização para acontecer, seguindo orientação de decreto municipal. Tombos não respondeu o pedido de posicionamento. Assim que a reportagem tiver retorno desta cidade, além dos representantes de Juiz de Fora, esta matéria será atualizada.

 

Fonte: O Tempo