Lisca exalta postura do América no segundo tempo do jogo contra o Galo

Após o empate em 1 a 1 no clássico contra o Atlético, o treinador do América, Lisca, destacou a superação e a mudança de comportamento de seus atletas, especialmente na segunda etapa, quando o Coelho foi superior ao Atlético, conseguiu o empate e criou situações para sair de campo com a vitória. “Foi um jogo difícil, como são os clássicos. Enfrentamos um time forte, com um grande treinador, que mexe muito no jogo. Nos 30 primeiros minutos de jogo não conseguimos encaixar nossa marcação, especialmente no lado direito do ataque do Atlético. Entramos muito prostrados e não resistimos ao jogo do Atlético no primeiro tempo. No fim da primeira etapa, conseguimos melhorar e não deixamos que ampliassem o placar”, afirmou o comandante do Coelho. Diante da superioridade do Atlético na primeira etapa, Lisca mexeu na equipe no intervalo, tirando o atacante Léo Passos e colocando o lateral-esquerdo João Paulo. A mudança surtiu efeito e o Américo voltou a campo pressionando o time de Jorge Sampaoli. “Reposicionamos o time e melhoramos muito. Tiramos um centroavante e conseguimos equilibrar nossa marcação. Funcionou e foi mérito dos jogadores que entraram”, destacou Lisca. “Conseguimos organizar nossas ações e sufocamos o Atlético. Veio o empate e poderíamos ter virado o jogo, fomos donos da partida no segundo tempo. Não permitimos quase nada ao rival e fico muito satisfeito com a resposta da equipe”, completou.  Satisfeito com a produção do seu time na segunda parte do duelo, Lisca exaltou o grupo de trabalho. “Quero parabenizar a comissão técnica, principalmente a parte física. Acho que o Atlético sentiu mais o ritmo de jogo. Na segunda parte, dividimos melhor os espaços e agredimos mais o rival. A parte física hoje fez diferença, demos um banho de força física por conta da intensidade do segundo tempo”, afirmou. Já classificado para as semifinais do Campeonato Mineiro, o Coelho fecha sua participação na primeira fase da competição nesta quarta-feira, às 21h30, quando encara a URT no estádio Zama Maciel, em Patos de Minas.

Fonte: O Tempo