Jesus é chamado de Judas por torcedores do Benfica

Um dia após o treinador português Jorge Jesus desembarcar em Lisboa, torcedores do Benfica protestaram contra a sua contratação. Faixas estendidas nas imediações do estádio da Luz, na capital de Portugal, o chamam de “Judas” e fazem alusão à sua saída para o arquirrival Sporting Lisboa em 2015. “Em 1907, oito foram para lá e não voltaram. Hoje, sem orgulho, Judas voltou… Cosme, vês no que isto se tornou?”, disse uma das faixas. A mensagem faz referência a saída de jogadores do Benfica, no início do século 20. Esses “desertores” fundaram o Sporting Lisboa. Já Cosme, homem pelo qual é chamada a atenção, é o fundador do Benfica. Além disso, críticas à gestão do atual presidente Luís Felipe Vieira também foram registradas. Ele é considerado um dos principais articuladores da repatriação de Jorge Jesus. “A democracia, os valores e a mística na rua da amargura… Eis o Benfica da ‘estrutura’”, afirmou uma faixa. Vale lembrar que Jorge Jesus é torcedor do Sporting Lisboa e nunca escondeu tal paixão. Seu pai, Virgolino de Jesus, falecido em 2017, é considerado um dos maiores jogadores da história do clube. Antes de se tornar treinador, o ex-comandante do Flamengo também vestiu o uniforme alviverde. Em sua passagem pelo clube da Gávea, Jorge Jesus conquistou títulos à nível regional, nacional e internacional. Em 2019, venceu o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores. No ano seguinte, venceu o Campeonato Carioca, a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana. Ele volta ao Benfica após cinco anos.

 

Fonte: O Tempo