Galo triplica valor do elenco em três anos, revela Sette Câmara aos conselheiros

Em reunião do conselho deliberativo, nesta sexta-feira (31), no Labareda, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, passou detalhes do trabalho de gestão que vem sendo aplicado em sua administração. Durante a sua fala, chamou a atenção um levantamento revelado por ele sobre a valorização do elenco atleticano em três anos. Os números foram reunidos pelo diretor de futebol, Alexandre Mattos, e pelo advogado do clube, Lucas Ottoni. O valor de mercado dos atletas do Atlético triplicaram em três anos. Sette Câmara foi eleito no fim de 2017 para o triênio 2018/2019/2020. “O valor do elenco do Atlético em 2017 era de R$ 190 milhões. Se vendêssemos todos os atletas do profissional era isso que iríamos arrecadar. Hoje, o nosso elenco vale R$ 567 milhões. É uma diferença de R$ 377 milhões. Isso chama-se: investir corretamente. Erramos em alguns investimentos? Erramos. Futebol é assim. É muito tênue”, ressaltou o dirigente. A melhora nos números se deve à contratação, com altos investimentos em atletas promissores, como Savarino, Borrero, Marrony, Alan Franco, entre outros, graças ao dinheiro aportado por Rubens Menin. Sette Câmara usou como exemplo um lance de jogo para mostrar como as coisas podem mudar de uma hora para a outra. “Nós perdemos R$ 30 milhões ou R$ 40 milhões de receita, possivelmente, porque o Elias fez um pênalti aos 37 min do segundo tempo, no jogo contra o Colón (semifinal da Sul-Americana, ano passado). E esses R$ 40 milhões fez toda diferença no nosso resultado. Dizer então: má gestão? Então se tivesse passado para a final da Sul-Americana e ganho era uma excelente gestão?”, questionou.

Fonte: O Tempo