Galo ou Cruzeiro: pela primeira vez desde 97, um deles pode ficar fora da semi

A última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro pode reservar um feito histórico. Quando entrarem em campo nesta quarta-feira (29), às 21h30 (de Brasília), a dupla Atlético e Cruzeiro buscará evitar o fato inédito de nunca ter ficado fora da segunda fase do Estadual, desde quando o regulamento atual passou a definir a competição, em 2004. Apenas em algumas ocasiões, houve a disputa de uma quartas de final em jogo único, como em 2009, 2010, 2018 e 2019. Mas, no geral, desde 2004, a competição se caracteriza pela disputa por pontos corridos na primeira fase, com os quatro primeiros se classificando para a semifinal. O Atlético ocupa a quarta colocação, com 19 pontos, enquanto o Cruzeiro é o quinto colocado, com 17 pontos. Uma não classificação para a semifinal poderá render alguns prejuízos para os clubes. Nem tanto na questão de bilheteria, já que os jogos estão sendo disputados sem a presença de torcedores, mas o fato de dar minutos em campo para os times, além de aumentar a competitividade. O clube que não se classificar vai disputar a Taça Inconfidência, que terá dois jogos apenas. Os quatro mais bem colocados que não se classificarem para as semifinais se enfrentam em jogo único, e os dois vencedores farão a final, também em jogo único. É inegável que o fator competitividade cairá bastante por conta do enfrentamento entre equipes que nem chegaram às fases finais do Estadual. Além disso, o fator motivacional poderá ser um adversário, uma vez que a Taça Inconfidência tem pouco ou quase nenhum valor para os times da capital. Pelo lado financeiro, a situação não se altera. A cota de televisão prevista para os clubes contempla de 11 a 15 jogos. Ou seja, independentemente de o clube se classificar e chegar à final, o valor pago pela TV Globo, detentora dos direitos de transmissão da competição, não se altera. Situação Os dois times da capital ainda podem se classificar juntos, deixando a Veterana de Poços de Caldas pelo caminho. Para isso, basta que o Galo vença o Patrocinense, no Mineirão, enquanto a Raposa tem que vencer o confronto direto com a Caldense, no estádio Ronaldão, por três gols de diferença. Na história da competição, a última vez que uma semifinal de Campeonato Mineiro não teve a presença ou de Atlético ou de Cruzeiro foi em 1997. Na ocasião, o Atlético ficou fora por ter sido eliminado nas quartas de final pelo Villa Nova, após ter terminado a primeira fase como líder da competição. O Leão do Bonfim, então oitavo colocado, enfrentou o Atlético no mata-mata e conseguiu a vaga após vencer por 3 a 1 e perder por 1 a 0. O time de Nova Lima faria a final do Estadual com o Cruzeiro, que se sagrou campeão naquele ano, após uma derrota por 2 a 1 e um triunfo no jogo final por 1 a 0.

 

Fonte: O Tempo