Fifa pune Rony, por 4 meses, e Athletico por um ano sem registrar atletas

A Câmara de Resoluções de Litígio da Fifa puniu o atacante Rony, atualmente no Palmeiras, com a suspensão de quatro meses. A restrição passa a valer de imediato a partir da notificação da decisão desta segunda-feira (13) e inclui tanto jogos de competições nacionais quanto internacionais. O jogador também terá de pagar ao Albirex Niigata US$ 1.129,499 (cerca de R$ 6 milhões), acrescidos de 5% de juros a partir de março de 2019 até a data do pagamento, cujo prazo limite é de 30 dias. A decisão ainda proíbe o Athletico de registrar novos jogadores nas duas próximas janelas de transferência. O processo pode ser contestado no Tribunal Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) em até 21 dias. O caso Em 2017, o Albirex Niigata entrou em acordo com o Cruzeiro para contratar Rony por três anos (até o final de 2019). O clube japonês, porém, não poderia exercer a compra na ocasião por conta de restrições de regulamento. Ficou definido, então, que ele seria inicialmente emprestado por um ano e que, depois disso, passaria a valer o vínculo em definitivo. Ao final do empréstimo, porém, o atacante alegou não ter esse acordo e retornou para o Brasil.

 

Fonte: O Tempo