Cruzeiro x URT: prováveis escalações, horário, curiosidades e transmissão

‘Nada jamais continua, tudo vai recomeçar’. Mário Quintana vem bem a calhar. Expressa o momento. O futebol será retomado, e com ele mais uma chance para o Cruzeiro recomeçar. Descontinuar o nó de Adilson Batista e iniciar a era Enderson Moreira. Um desafio contínuo na vida de um clube que foi dilacerado. Mas a bola nada tem a ver com isso. E a Raposa terá que conviver com seus dramas. Neste domingo, contra a URT, no Mineirão, às 11h, a obrigação celeste é de vitória. É o time celeste buscando se ajustar, mas com pouco espaço para erros. O Campeonato Mineiro, no tocante atual, não é a prioridade, mas pode ser a resposta imediata de um time que possui em seu letreiro atual um asterisco, a marca da dúvida que paira entre os torcedores.  Boa parte da expectativa positiva da torcida reside não em um jogador ou um grande nome, mas sim na figura de Enderson Moreira, que em um contexto de dificuldades surge como a possibilidade de um profissional capaz de aglutinar seus comandados. Mais do que nomes, o Cruzeiro precisará ser uma equipe. A gestão de Enderson será fundamental nesse processo. Apesar de uma historia intimamente ligada no trabalho com a base do futebol mineiro, o treinador possui dois experiências no Módulo I do Estadual, as duas com o América. A mais recente foi em 2018, quando foi eliminado pelo Atlético, na semifinal, após figurar na vice-colocação da fase de classificação, atrás apenas do próprio Cruzeiro. Já em 2017, o comandante foi eliminado com o Coelho também em uma semifinal, dessa vez para a Raposa.  Mas os Estaduais ajudaram a construir a carreira de Enderson. No Goiás, ele emplacou três conquistas do Goiano, o último deles em 2016. Ele vinha em terceiro com o Ceará no Cearense, e agora encara no Cruzeiro a realidade de um time que se encontra na quinta posição na tabela de classificação, com 14 pontos e precisa vencer a URT para chegar na última partida da primeira fase com possibilidades de superar a Caldense, em quarto lugar, com 17 pontos, para levar o time celeste à fase final. A Veterana ainda possui a vantagem no saldo de gols, são seis contra dois do time estrelado.  O Cruzeiro nunca ficou fora da fase final do Mineiro desde que o torneio passou a ser disputado com a primeira fase em turno único. A equipe ainda é a atual bicampeã do estado e defende a possibilidade de um tricampeonato, algo que nenhum time conseguiu emplacar no presente século.  Teste de paciência  x Teste Cardíaco Mas se a situação é perigosa, praticamente cardíaca, ao mesmo tempo é bom o torcedor ter paciência. Do time que perdeu para o Coimbra por 1 a 0, no dia 15 de março, apenas Fábio, Ariel Cabral e Marcelo Moreno deverão ser os remanescentes. Uma mudança estrutural completa, do próprio técnico aos atletas. O clube ainda terá as estreias do lateral-direito paraguaio Raúl Cáceres, o meia Régis e a possível presença de Angulo entre os titulares para aquela partida que também pode ser sua despedida do clube, uma vez que teve solicitado pelo Palmeiras seu pedido de retorno.  O Cruzeiro dos primeiros meses do ano assustou o torcedor pelo pobre futebol apresentado. Repaginado e ainda lutando para suprir carências, o time retorna com novas possibilidades e um voto de confiança da torcida. Que as mudanças radicais que o clube vêm passando, inclusive de diretoria, possam dar o gás necessário para que a equipe, acima das dificuldades que atravessa externamente, possa transformar o futebol em protagonista e mudar de vez o curso da história celeste como sempre o fez. Baixa de última hora  O zagueiro Léo testou positivo para o novo coronavírus. Apesar de assintomático, ele entrou em período de quarentena e vai refazer o exame.Em seu lugar, a expectativa é que Enderson Moreira escale como titular o zagueiro Marllon.  Consolação indigesta Caso o Cruzeiro fique fora da fase final do Mineiro, o clube estará automoticamente no Troféu Inconfidência – disputado entre as equipes que ficarem entre o 5º e o 8º lugar.  O adversário  Do time titular da URT que disputou a última partida no Mineiro, também no dia 15 de março, o empate sem gols com o Tupynambás, apenas dois atletas seguiram na equipe de Patos: o volante Valkenedy e o atacante Kesley. Johnatan Alemão assumiu o comando do time, e a diretoria anunciou a chegada de nomes conhecidos do torcedor da URT, como Davi, Mococa, Arilson e Yan Gomes. Sem chances de queda ou classificação, a URT é a oitava colocada na tabela, com 11 pontos, e briga para assegurar classificação no Torneio Inconfidência, que pode garantir ao time uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem.  Veja abaixo o elenco da URT:  Técnico: Johnatan Alemão Preparador Físico: Gabriel Chagas Auxiliar Preparação Física: João Paulo Supervisor de Futebol: Valtinho Roupeiro: Henrique Massagista: Manelzinho Goleiros: Cris, Júninho e Léo Zagueiros: Davy e Rodolfo Laterais: Mizael e Jonathan Volantes: Wembley, Valkenedy, Túlio, Yan Gomes e Arilson Meias: Gabriel, Ian Augusto, Vítor Braga, Lélis e Mateus Miranda Atacantes: Kesley, Renan Amorim, Júlio Magalhães, William Mococa e Mateus Jamais perdeu no Mineirão e foi vazado pela URT  O Cruzeiro defende o tabu de nunca ter perdido para URT em Belo Horizonte. O clube contabiliza 12 confrontos na capital mineira, sendo dois jogos no Independência e dez no Mineirão, com onze vitórias celestes e apenas um empate. No Mineirão, palco do jogo deste domingo, o Cruzeiro esteve em campo contra a URT pelo Estadual em nove confrontos. Foram oito triunfos celestes e um empate. A Raposa marcou 20 gols e não sofreu um gol sequer.  Artilheiros do confronto Ambos com quatro gols, Marcelo Ramos e Roberto Gaúcho são os maiores goleadores do duelo entre Cruzeiro x URT.  Números gerais Cruzeiro e URT se enfrentaram 30 vezes na história do duelo. Foram 23 vitórias celestes contra apenas da URT. Foram registrados ainda cinco empates. A Raposa marcou 66 gols e sofreu 11 do time patense.  FICHA TÉCNICA Cruzeiro x URT Motivo: 10ª rodada do Campeonato Mineiro 2020 Horário: 11h Local: Mineirão, em Belo Horizonte  Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (FMF) Transmissão; Rádio Super 91.7 FM, SporTV (menos para MG) e Premiere (para todo o Brasil)   Cruzeiro  Fábio Raúl Cáceres Marllon Cacá Patrick Brey  Jean  Ariel Cabral Régis  Stênio Angulo Marcelo Moreno  Técnico: Enderson Moreira  URT  Cris (Júnior) Mizael Davy Rodolfo Jhonathan Moc Wembley  (Túlio) Valkenedy Ian Augusto  (Gabriel) Kesley  (Renan Amorim)  Júlio Magalhães Willian Mococa  (Mateus) Técnico: Johnatan Alemão

 

Fonte: O Tempo