Cruzeiro terá que buscar um velocista urgente após saída de Angulo

A notícia da saída repentina de Angulo do Cruzeiro caiu como uma bomba na tarde desta quarta-feira (22) na Toca da Raposa II.  Faltando apenas quatro dias para a reestreia do time estrelado no Campeonato Mineiro – competição que a equipe corre sérios riscos de não se classificar para o mata-mata – o técnico Enderson Moreira perdeu seu atacante velocista, que diretoria, comissão técnica e torcedores depositavam toda a confiança para formar bela dupla com Marcelo Moreno. Ângulo estava emprestado pelo Palmeiras, que pediu o retorno do jogador antes mesmo de sua estreia. Com isso, a diretoria do Cruzeiro terá que se lançar ao mercado para tentar trazer outro atleta com as mesmas características o quanto antes. É uma verdadeira corrida contra o relógio. Isso sem deixar de lado a busca por laterais, mesmo com recursos escassos e mergulhado em crise financeira. Além do Mineiro, que volta domingo, o Cruzeiro tem sua estreia na Série B marcada para oito de agosto, contra o Botafogo, de São Paulo. Ciente do buraco que a volta de Angulo ao Palmeiras provocou na equipe celeste, coube à diretoria lamentar muito a cláusula colocada no contrato pelo conselho gestor, que dirigiu o Cruzeiro antes da entrada de Sérgio Rodrigues. Pelo que foi estabelecido, o Verdão poderia requisitar o jogador a qualquer momento.   Com o anúncio da contratação do lateral-esquerdo Giovanni na tarde desta quarta-feira (22), já são cinco reforços que chegaram durante pandemia, além do retorno do volante Henrique, que estava no Fluminense. Chegaram até agora o lateral direito Raúl Cáceres, o esquerdo Giovanni, os meias Régis e Claudinho e o atacante Gui Mendes.

Fonte: O Tempo