Como será o Mundial de Clubes a partir de 2021

Em outubro deste ano a FIFA bateu o martelo e decidiu que, a partir de 2021, o Mundial de Clubes será disputado em um novo formato. O torneio acontecerá de quatro em quatro anos, de junho a julho, e contará com 24 equipes do futebol mundial – substituindo o atual formato anual, que tradicionalmente acontece todo mês de dezembro entre os vencedores das seis principais competições continentais de clubes, além do time campeão nacional do país anfitrião.
O novo formato contempla 24 equipes que serão divididas em oito grupos com três times cada um. Os vencedores de cada grupo se classificarão para as quartas de final em um modelo de mata-mata. Além disso, o novo Mundial de Clubes acabará com a Copa das Confederações.
Ao contrário do acontece no torneio atual, a partir de 2021 a Copa do Mundo de Clubes terá jogos em quatro ou cinco estádios. Para efeito de comparação, atualmente são utilizados somente dois estádios no Mundial de Clubes.
Em entrevista coletiva para a imprensa internacional, Gianni Infantino, presidente da FIFA, exaltou o novo formato:
“É uma decisão histórica para o futebol, porque o conselho da Fifa decidiu hoje, por unanimidade, nomear a China como sede da nova Copa do Mundo da Fifa. O novo Mundial será uma competição que toda pessoa que ama futebol está ansiosa para ver. Isso nos permitirá gerar receitas significativas, mas quero sublinhar isso, muito, muito claramente … A FIFA terá zero disso porque vamos reinvestir isso no futebol”,
completou.
Gianni Infantino, presidente da FIFA.
O desejo da FIFA de colocar mais times no mundial de Clubes veio à tona pela primeira vez em abril de 2018 quando vazou na imprensa que a entidade havia recebido uma oferta de 25 bilhões de dólares de um consórcio liderado pelo SoftBank para revisar seu calendário de torneios em troca de uma participação de 49% nas competições.
A UEFA não gosta da ideia do novo formato, pois enxerga que será uma ameaça para a UEFA Champions League, torneio de clubes mais importante do mundo.
Primeira edição será realizada na China
A nova Copa do Mundo de Clubes será realizada na China, onde está sediado o conglomerado chinês Wanda Group, um dos grandes parceiros da FIFA. Além disso, a Copa do Mundo de 2018 teve um suporte relevante de empresas chinesas, como Hisense, Mengniu Dairy e Yadea.
Posteriormente, a ideia da FIFA é transferir o torneio de 2025 para três países: Estados Unidos, México e Canadá – países que sediarão a Copa do Mundo de 2026.
Distribuição de vagas
O novo formato se expandirá para incluir oito times da Europa, seis equipes da América do Sul e o restante será dividido entre Ásia, África e América do Norte. O presidente da FIFA pretendia incluir 12 times europeus em 2021, mas a UEFA foi contra e a ideia não avançou.
Vale destacar que as equipes que venceram a UEFA Champions League e a Liga Europa entre 2018 e 2021 já estão classificadas para o novo Mundial de Clubes. Ou seja, Real Madrid, Liverpool, Atlético de Madri e Chelsea são as primeiras equipes europeias classificadas.
Na América do Sul, os times vencedores da Copa Libertadores da América e Copa Sul-Americana entre 2019 e 2020 tem vaga garantida. Sendo assim, por enquanto estão classificados Flamengo e Independiente del Valle no continente sul-americano.
Campeão da Libertadores 2019, o Flamengo já garantiu vaga no Mundial de Clubes 2021.
Outros classificados da América do Sul sairão da Supercopa dos Campeões, torneio que contará como todos os times que já conquistaram a Copa Libertadores da América.
A atual edição (em andamento) e a de 2020 no Catar
A saída de cena do atual formato do Mundial de Clubes não deve causar grande comoção, já que o torneio apresenta um desequilíbrio técnico grande e não entrega números altos audiência e público.
Mas o torcedor do Flamengo, um dos favoritos a vencer o Mundial de Clubes em 2019, não tem nada a ver com isso e espera ansiosamente pela estreia do clube na competição, que também poderá ser acompanhada em tempo real por sites especializados em dados e estatísticas como o Infogol, por exemplo.
Assim como o Mundial de Clubes de 2019, que tem sede no Catar e é disputado em dezembro, a edição derradeira de 2020 seguirá o mesmo caminho: no Catar e com formato de sete equipes.

Fonte: FutBox