Chapada dos Guimarães entra em quarentena obrigatória com comércio e pontos turísticos fechados

Desde ontem a cidade de Chapada dos Guimarães, uma das mais turísticas de Mato Grosso, cumpre quarentena coletiva obrigatória e todos os comércios não essenciais, além dos pontos turísticos, estão fechados para acesso ao público. O descumprimento da quarentena, segundo o decreto municipal 47/2020, pode acarretar multa que varia de R$ 5 mil a R$ 10 mil de acordo com a capacidade financeira do infrator. A medida foi adotada após o município atingir o índice de risco “muito alto” na tabela elaborada pelo Estado e vale por 15 dias para tentar controlar o avanço da pandemia do novo Coronavírus.
Chapada dos Guimarães, próxima a Cuiabá e com grande circulação de turistas, foi uma das primeiras cidades de Mato Grosso a sofrer com a pandemia. Desde abril os pontos turísticos estão fechados, a fiscalização é feita com barreiras sanitárias, mas o comércio continuava aberto, o que fazia que bares e restaurantes ao lado de rios e montanhas continuassem funcionando e atraindo turistas, principalmente às margens da rodovia Emanuel Pinheiro, que liga o município à Capital.
No último final de semana, conforme Só Notícias apurou, a fiscalização foi aumentada, inclusive com apoio do ICMBio nas áreas de reserva ecológica, e a movimentação foi controlada, também com a ajuda de Cuiabá e Várzea Grande, que também cumprem a quarentena coletiva obrigatória e que impedem a saída de moradores.
De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) no domingo (12), Chapada dos Guimarães, que tem população estimada em quase 20 mil habitantes, já registra 143 casos de contaminação pela Covid-19 e contabiliza cinco mortes.

Fonte: Só Notícias