Campeonato Mineiro: liderança, G-4, rebaixamento e tudo sobre a última rodada

Seis jogos, seis cidades, 12 clubes e cada um com seu objetivo. A primeira fase do Campeonato Mineiro, após um hiato de mais de quatro meses provocado pela pandemia do novo coronavírus, chega ao fim na noite desta quarta-feira (29). Embora realizada em estádios com portões fechados, a última rodada promete emoções minuto a minuto a partir das 21h30. Líder do campeonato com 23 pontos, o surpreendente Tombense pode ratificar o posto e terminar a primeira fase na liderança pela primeira vez em sua história, se vencer o Uberlândia, em Tombos. A equipe do Triângulo, sexta colocada, não tem chance de se classificar para as semifinais, mas vai disputar o Troféu Inconfidência, torneio que será jogado entre o quinto e o oitavo colocado. Também já classificado, o América encara a URT em Patos de Minas para assegurar, ao menos, o segundo lugar e a vantagem no mata-mata. Um tropeço do Tombense também seria bem-vindo. E as maiores atenções estarão voltadas para os dois grandes do Estado. Ao lado da Caldense, terceira colocada com 20 pontos, Atlético, quarto, com 19, e Cruzeiro, quinto, com 17, brigam pelas duas vagas que restam no G-4. O Galo só depende dele. Uma vitória sobre o Patrocinense, no Mineirão, dá a vaga ao alvinegro. Ao time de Patrocínio, só resta uma briga por vaga no Troféu Inconfidência. Já a Raposa tem uma missão difícil em Poços de Caldas. Para se classificar sem depender do Atlético, ela precisa bater a Caldense por três ou mais gols de diferença. A quantidade de gols é necessária para superar o saldo de gols do adversário, que é de dez, contra cinco do time celeste. Uma vitória simples bastaria ao Cruzeiro se o Galo não derrotar o Patrocinense. Em Varginha, o Boa Esporte, que ainda briga por um lugar no Troféu Inconfidência, recebe o já rebaixado Tupynambás. E em Nova Lima acontece o duelo direto contra a queda. O Villa Nova precisa vencer o Coimbra para se manter na elite do futebol mineiro. O Leão é a equipe do interior que está há mais tempo na primeira divisão (desde 1996). Para não experimentar o efeito gangorra, o Coimbra, campeão do Módulo II no ano passado e em sua temporada de estreia no Módulo I, joga pelo empate para permanecer. As semifinais do Campeonato Mineiro colocarão frente a frente o primeiro contra o quarto e o segundo contra o terceiro, com os melhores colocados tendo a vantagem de jogar por dois empates ou uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols. Por causa da pandemia, os jogos serão realizados apenas em Belo Horizonte, nos dias 2 e 5 de agosto. Ainda não há data para as finais por causa do início do Campeonato Brasileiro no fim de semana dos dias 8 e 9.

 

Fonte: O Tempo