Balanço financeiro do Galo será apreciado nesta sexta; veja como vai ocorrer

As contas de 2019 do Atlético serão apreciadas pelo Conselho Deliberativo do clube nesta sexta-feira (31). O balanço financeiro, que já passou pelo Conselho Fiscal, será analisado pelos demais conselheiros no salão de festas do Labareda, clube social do Atlético, a partir de 19h.  A sessão não tem um número mínimo de presentes. Apesar disso, haverá uma primeira chamada às 19h e, se tiver menos da metade dos conselheiros, a segunda chamada será às 19h30 com o número de presentes para a apreciação. A aprovação ou não das contas será do parecer da maioria simples. As contas de 2019 do Galo já foram analisadas pelo Conselho Fiscal, que deve apresentar seu parecer também nesta sexta. A apreciação do balanço financeiro do Atlético vai ocorrer no limite do que traz a Medida Provisória nº 931/2020, que estabeleceu um novo prazo para “tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras”, em seu artigo 167. O Atlético tem cerca de 350 conselheiros aptos para a apreciação do balanço. O contexto da pandemia, porém, pode influenciar no número de pessoas que vão acessar o Labareda. O Galo conseguiu uma autorização da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para realizar a reunião presencial no clube social da região da Pampulha, na capital. Para isso, dado o cenário da pandemia do novo coronavírus, uma série de medidas terá que ser seguida na noite desta sexta. Em documento assinado pelo secretário municipal de saúde, Jackson Machado, o clube foi informado dos procedimentos que terá que seguir. Veja abaixo: – Demarcar, no exterior do estabelecimento, os espaços em que os frequentadores devem aguardar para entrar respeitando o distanciamento mínimo de 2 metros; – Caso exista credenciamento, deverá ser mantida uma distância mínima entre os participantes no momento do credenciamento; – Manter o ambiente completamente aberto e não permitir o uso de ar condicionado; – Aferição da temperatura de todos os participantes e de todo o pessoal de apoio, não permitindo o acesso daquelas pessoas que apresentem temperatura superior a 37,8º c; – Não permitir o acesso de sintomáticos respiratórios; – Uso obrigatório de máscaras por todos os participantes; – Manter a distância mínima de dois metros entre os componentes da mesa diretora dos trabalhos; – Manter um distanciamento mínimo de dois metros entre as cadeiras em todas as direções; – Não permitir o uso de bebedouros; – Não permitir o compartilhamento de canetas e outros objetos de uso comum (microfones), salvo se a higienização seja viável antes de cada uso; – Disponibilização de álcool gel na entrada e em vários pontos estratégicos do salão de eventos; – As cadeiras devem ser higienizadas antes e depois da reunião, com produtos recomendados pela ANVISA; – Adaptar as portas com abertura de forma que as pessoas possam passar sem  tocar em maçanetas; – O ambiente deve ter lixeiras acionadas com pedal, sem contato manual e com higienização prévia; – Controlar a entrada nos sanitários em função de sua capacidade de uso, durante todo o período da reunião, com disponibilidade somente de toalhas descartáveis; – Higienizar previamente a reunião os corrimãos e outras estruturas que possam permitir o contato de várias pessoas.

 

Fonte: O Tempo