América prepara reformulação no departamento de futebol feminino

Após anunciar na última sexta-feira (03), a demissão da treinadora da equipe feminina, Kethleen Azevedo, e da auxiliar, Laysa Gisele, o América informou que pretende reestruturar o departamento de futebol da categoria. Assim como já é realizado entre as categorias de base, o feminino também irá seguir um caderno de formação, que propõe metodologias e diretrizes para integração de vários setores, do Clube. Segundo a supervisora do futebol feminino, Luiza Parreiras, além da troca do comando técnico, um novo cargo será criado no seu departamento para auxiliar a reformulação do setor. “Vamos iniciar um processo seletivo para função de coordenação técnica que vai ser um novo papel, visando ter uniformidade de decisões e de medidas dentro da categoria. Para isso, o clube, brevemente, vai abrir um processo seletivo para essa função e, consequentemente, para treinador e auxiliar. Eles seguirão estes princípios e esses perfis que a gente vem buscando e estabelecendo dentro das diretrizes, do nosso caderno metodológico”, explicou Luiza. A supervisora aproveitou para salientar que a troca no comando técnico foi para aproveitar a paralisação do futebol e o tempo que o novo profissional terá para implementar as mudanças. “O treinador ou treinadora que vier ser contratado, vai ter tempo para se ambientar e trabalhar dentro destas novas diretrizes que serão implementadas, já que a gente não possui previsão de retorno dos jogos. É um momento oportuno para gente implementar essas mudanças e continuar focado na valorização do futebol feminino”, finalizou. A ex-treinadora Kethleen Azevedo, estava no clube desde fevereiro de 2019 e foi vice-campeã mineira, além de fazer parte da campanha, até as quartas de final, do Campeonato Brasileiro A-2.

 

Fonte: O Tempo