América: Diego Ferreira espera mais oportunidades, após boa atuação contra URT

No último jogo da primeira fase do Campeonato Mineiro, com vaga garantida nas semifinais, Lisca escalou um América alternativo para enfrentar a URT, no Zama Maciel. O primeiro gol, da vitória de 3 a 0 do Coelho, saiu aos 23 minutos da primeira etapa, após uma dividida do lateral americano Diego Ferreira com a lateral adversário, Mizael. Durante a partida, o árbitro do jogo, Felipe Fernandes de Lima, chegou a confirmar o tento para o camisa dois do América, mas na súmula o gol foi assinalado como contra. “Até no momento da comemoração a minha família me perguntou por que eu não comemorei direito. Porque eu achei também que ele iria dar gol contra, então fiquei com receio de comemorar. Mas perguntei para o árbitro e o pessoal da comissão técnica, e eles me falaram que o gol era meu e eu fiquei feliz. Mas o que importa é o que está na nossa cabeça”, brincou Diego Ferreira. O lateral ainda comentou sobre a sua possibilidade de atuar mais avançado, com as características de um ponta mais ofensivo. “Com certeza um jogador versátil é sempre importante para o grupo, sem querer tirar espaço de ninguém, respeitando todo o grupo. Na verdade, o primeiro objetivo do lateral é defender e depois ajudar o ataque. Foi o que eu fiz. Pude participar no ataque com algumas construções e cruzamentos, e fui premiado, digamos entre aspas, com um golzinho”, comentou Com a boa atuação, em Patos de Minas, Diego Ferreira espera ter mais oportunidade com o técnico Lisca. “A briga com Leandro é sadia, eu o respeito e ele é um jogador exemplar.  Amigo também, apesar de ser da mesma posição. Mas fica aquela expectativa, porque participei do gol, fui um dos destaques da partida e era um dos mais experientes. Mas a gente respeita a decisão do professor e os 11 titulares serão aqueles melhores no momento”, ponderou. No próximo domingo (2 de agosto), às 16h, o América enfrenta o Atlético pelo primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mineiro, no Mineirão. Pela melhor colocação na primeira fase, o Coelho joga por dois empates, ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols.

 

Fonte: O Tempo